Paisagismo ao Redor de Caminhos do Jardim

Escrito por

Um bom projeto de paisagismo deve incluir um caminho pelo qual será possível passear pelo local. Afinal, você vai querer apreciar suas árvores e flores de perto! Esse caminho deverá ser, de preferência, rodeado por plantas. Veja como fazer isso a seguir.

A confecção do caminho de um jardim inclui a colocação do piso e arrumação da terra do canteiro lateral.

Se este caminho tiver a delimitação de paredes de casa ou muros, poderemos optar por colocação de plantas mais altas no fundo e mais baixas e bordaduras na borda.
É uma abordagem clássica que não dá margens a erros.

Poderemos fazer um maciço de mesma planta ou conjuntos – desde que este agrupamento tenha o mesmo tipo de necessidade de solo, drenagem e regas.

O paisagismo do local dependerá da região do país onde se encontra, assim como da luminosidade do espaço e do gosto de cada um.
Estamos aqui sugerindo um caminho com plantas, com opções para você escolher, adaptável a qualquer clima.

Sugestões de Composição de Canteiros

Caminhos do jardim - bugainville

Junto a um muro, colocar uma buganvílea (Bougainvillea spectabilis) de flores cor-de-rosa bem claro, que tem menor crescimento. Mantenha este arbusto conduzido ao longo de todo o espaço.

Se ultrapassar três metros, poderemos usar duas mudas com este intervalo, para fechar bem o espaço vertical.

Dois buxinhos (Buxus sempervirens) podados de forma redonda, mantidos pequenos, darão aquela nota de cuidado ao recanto.

Plantar no meio do canteiro um maciço de moreias (Dietes bicolor) de flores cor creme, planta de simples cuidados e com período de floração longa.

Para completar o canteiro uma planta rasteira de folhas miúdas, podendo ser à escolha sedum (Sedum acre), calísia (Callisia repens) ou sálvia (Salvia officinalis).

A manutenção é mínima, com a poda dos buxinhos e corte das folhas secas das moreias.

Legenda dessa proposta de canteiro:

Caminhos do jardim - Canteiros

Caminhos do jardim – Canteiros

1 – Bougainvillea Spectabilis

2 – Buxus Sempervirens

3 – Dietes bicolor

4 – Sedum Acre

Opcionais: 5 – Callisia Repens ou 6 – Salvia Officinalis

ixoras

Ixoras

Já esta segunda proposta poderá ficar junto ao gramado, com a borda no caminho de piso drenante.

Escolhemos para este canteiro uma pequena palmeira, a fênix (Phoenix roebelinii) e duas ixoras chinesas (Ixora chinensis) em cor rosa claro, em de tom igual à buganvílea do outro lado.

Também um arbusto de folhas variegadas de verde, branco e rosa, o pão-nosso-de-cada-dia (Breynia nivosa) e duas cicas (Cyca revoluta) de tamanhos diferentes.

A borda do canteiro e por baixo da palmeira e das cicas a mesma planta rasteira do doutro lado.

Legenda dessa proposta de canteiro:

Canteiros7 -Ixora Chinensis

8 – Phoenix Roebiliniii

9 -Breyna Nivosa

10 -Cyca Revoluta

Opcionais: Ajuga Reptans ou Thymus

Montando o Canteiro

buxus caminho

Caminho com buxus

Para preparar este canteiro, riscar no chão com bambu, fincar pequenas estacas ao longo do desenho e prender com cordão. Retirar a grama que esteja dentro do espaço, revolver bem o solo, numa profundidade de 25 cm, destorroando.

Adicionar adubo animal de curral bem curtido, cerca de 3 litros/m² ou adubo de aves, quando então usará a metade deste volume. Colocar também húmus de minhoca ou composto orgânico, revolvendo tudo bem e passando o ancinho para nivelar.

Colocar as mudas sobre o canteiro segundo o esquema sugerido, fazendo as modificações de espaços conforme seu gosto. Quando estiver satisfeito com a disposição, abrir as covas dos arbustos, duas vezes maior que o torrão.

Colocar areia no fundo e cerca de 100 gramas de farinha de ossos, além de 100 gramas de NPK formulação 10-10-10, adicionando uma porção de composto orgânico e misturando bem.

Plantar, completar com composto orgânico, firmando a terra ao redor. Plantar as herbáceas no seu lugar. Regar todo o solo do canteiro para haver a aderência da terra aos torrões. Regar todos os dias nos próximos dias, se não houver chuvas.

Você poderá optar por outras plantas conforme seu gosto.

O importante é lembrar de combinar arbustos lenhosos e herbáceas, de forma a ter diversas texturas de folhas e colorações diferentes de verdes. Mantenha as cores das flores em semitons próximos.
O branco e o creme são quase neutros e combinam com todas as outras cores.

Fichas Técnicas

Fotos utilizadas sob licença Creative Commons: seier+seier, Keith Williamson, Tatters:)