A cor prateada no Jardim

Escrito por

 

Um jardim feito somente de folhagens em tons de verdes pode ser muito bonito, quando colocamos plantas de tamanhos e folhas diferentes, formas arredondadas ou colunares, como nos jardins estilo alpino, também conhecidos como jardins italianos.

Equilibrando as cores no jardim

Ciprestes são ideais para jardins em climas frios

As coníferas, em especial os ciprestes tem seu lugar cativo neste projeto, onde flores ficam por conta de roseiras, arbustos, trepadeiras e plantas anuais.
São jardins de lugares onde o inverno é mais frio, mais ao sul do país.

Para jardins mais de clima tropical onde o uso de arbustos de folhas variegadas, como no fícos (Ficus lepreirii) ou mesmo multicolorido como no cróton (Codieum variegatum) fazem a dinâmica das cores atraentes do jardim, o pecado será tornar tudo tão colorido que haja saturação visual.

A solução de usar vegetação somente verde e flores brancas é um recurso do paisagista.

Plantas e arbustos de folhas prateadas

A Gazânia Prateada

Existem alguns gêneros de plantas com folhas verde prateado, verde azulado e branco prata que podem ser usados e que fazem um ótimo contraponto, “esfriando” o excesso de cores vibrantes.

Exemplos: Cinerária, Helichrysum, Gazania e Artemísia.

Cinerária (Senecio canus)

A cor prata no jardim reflete a luz do sol e mesmo em dias cinzentos ajuda a iluminar o espaço.

Romanticamente, pode-se dizer que a folhagem prateada fica mais bela ao luar, refletindo a luz. Torna as outras cores mais vibrantes também, então cuidado para não exceder na sua quantidade no jardim.

Helichrysum Amorginum

A cor prateada da folhagem também pode ser usada como uma transição entre cores mais amenas, para jardins de flores em tons de azuis e rosa, cores consideradas mais suaveis.

Muitas destas plantas prateadas são originárias de locais quentes ou áridos e suas folhas por vezes têm pêlos esbranquiçados que ajudam a refletir a luz do sol e não elevam a temperatura da planta tanto quanto as verdes, diminuindo a transpiração e o consumo de água.

A maioria possui folhas finamente recortadas, ajudando na passagem do vento que de outra forma poderia danificá-las.

Artemisia arbuscula

São plantas que consomem pouca água e podem ser planejadas junto a jardins rochosos, de cactáceas e xerófitas com sucesso.

Nossa sugestão de hoje é o uso de arbustos verdes, floríferos ou não, com um ou dois crotons e alguma planta prateada, como bordadura ou maciço no canteiro.