Principais Medicinais para Plantar em Casa e Cuidar da Saúde

Escrito por

Apreciamos um chá medicinal, que nos faça sentir bem. Costuma comprar aqueles de saquinhos, mas fica na dúvida se o conteúdo é realmente o que deseja e não aprecia o gosto do papel da embalagem? Que tal cultivar em casa estas plantas?

Muito simples: vamos cultivar um canteiro ou conjunto de vasos com as plantas que necessitamos. Até quem reside em apartamentos terá desta forma a oportunidade de colher as folhas quando quiser.

Ervas Medicinais que Valem a Pena Plantar em Casa

Hortelã (Mentha spp.)

De folhas aromáticas, a menta é muito usada para chás para ajudar a digestão, pois estimula a vesícula para quem tem problemas hepáticos.

Mas também pode ser usada para gargarejos em problemas de garganta ou gengivas inflamadas.

Além disto, entra na composição dos quibes e pode ser batido com frutas em refrescantes sucos.

Capim-Limão (Cymbopogon citratus)

Chás quentes ou gelados, para colocar no chimarrão ou para refogados de carnes. O capim-limão é um poderoso bactericida e compressas frias do chá são ótimas para conjuntivite. A planta requer de um pouco mais de espaço.

Cúrcuma ou Falso-Açafrão (Curcuma longa)

Muito usado na ornamentação de jardins, o canteiro ou vaso ficará muito bonito também. São usados os rizomas da cúrcuma em receitas culinárias, como anti-inflamatória, digestiva e diurética.

Lavanda (Lavandula spp.)

lavanda

Lavanda

Outra ornamental que todos gostamos, as folhas e flores da lavanda são excelente bactericida. Suas folhas esmagadas colocadas sobre a pele são ótimas para aliviar pruridos das picadas de insetos.

Além disto, as flores secas podem ser usadas em sachês para colocar no armário para afastar traças.

Malva-de-Botica (Malva sylvestris)

Pequena herbácea rasteira, não ocupa muito espaço e suas folhas são empregues na forma de infusão para tosses e como compressas para infecção nos olhos.

Funcho (Foenicum vulgare)

Conhecido como falsa erva-doce. As folhas e os frutinhos são usados para chás para problemas de flatulência e como diurético.

Melissa (Melissa officinalis)

melissa

Melissa

Folhas parecidas com as da hortelã, mas sem o odor característico desta, o chá das folhas da melissa é excelente para relaxar, podendo ser usado puras ou adicionadas ao seu chá favorito.

Manjerona (Origanum majorana)

Erva rasteira muito conhecida para temperar carnes e feijões. Além das receitas seu chá pode ser usado para flatulência e na forma de compressas para dores musculares.

Orégano (Origanum vulgare)

O conhecido para dar odor e sabor às pizzas. O orégano é uma erva rasteira de folhas bem pequenas e perfumadas considerada tônica e expectorante para gripes.

Como Plantar suas Medicinais em Canteiro

capim-limão

Capim-limão

Delinear o canteiro no quintal, não precisa ser muito grande. Irá depender do espaço disponível e a quantidade das plantas a cultivar, mas recomendamos 1,0 m x 1,5 m pelo menos.
Revolver o solo, adicionar adubo animal de curral bem curtido, cerca de 3 kg/m2, mais húmus de minhoca, cerca de 300 g/m2, incorporando bem.

Plantar as mudas, colocando as mais altas no meio, deixando as bordas para as mais rasteiras. Caso seu canteiro seja junto a um muro ou parede, coloque as maiores atrás.

Por exemplo, se vamos cultivar o capim-limão, manjerona, malva-de-botica e hortelãs, colocamos o capim-limão no meio e distribuímos as mudas ao redor, junto da borda.

A hortelã é invasiva e pode acabar por controlar todo o canteiro. A solução é colocar a muda dentro de um vaso alto dentro do espaço. Ficará harmônico e você terá um conjunto muito bom de medicinais.
Outra sugestão é colocar o falso-açafrão numa linha central, várias mudas, suas flores são lindas. Ao redor selecione ervas baixas, como as já citadas aqui.

Quando algumas das ervas usadas estiverem esgotadas, poderá substituir por outras, assim seu espaço continuará bonito e útil.

Como Plantar as Ervas Medicinais em Vasos

Menta

Vasos de boca larga, baixos ou altos, podem ter consorciação de ervas. Por exemplo, colocar o manjericão no meio, pois é alto, dispondo ao redor manjerona, melissa e orégano.

A melissa e a manjerona têm a tendência de cair pela borda, um efeito a mais no seu espaço. Com a lavanda e o capim-limão será melhor colocar em vasos solitários, pois desenvolvem touceira que acabaria por abafar as outras plantas.

Se desejar uma touceira bem cheia, disponha de 3 a 5 mudas de lavanda num vaso colunar. Ficará lindo.

Uma coisa a lembrar: plantas aromáticas e medicinais necessitam de pelo menos 3 horas de sol direto para haver bom teor de propriedades fitoterápicas. Estas são produtos da fotossíntese, que somente acontece em presença da luz solar.