Maranta Zebrina (Calathea zebrina)

Escrito por

Nome Botanico: Calathea zebrina (Sims) Lindl.
Sin.: Maranta zebrina Sims

Nomes Populares : Maranta-zebrina, planta-zebra

Família : Angiospermae – Família Marantaceae

Origem: Nativa brasileira.

Descrição:

Planta herbácea rizomatosa de porte maior que a maioria das plantas desta família, pode atingir mais de 1,0 metro de altura.

maranta-zebrina-florForma touceira arredondada de grandes folhas de consistência coriácea, imbricadas e ovais de longos pecíolos.

A cor da página superior é verde intenso com máculas listradas em verde escuro com aparência aveludada.
A página inferior é arroxeada, como a Calathea tigrina.

As flores são pequenas de cor arroxeadas e inseridas em inflorescência do tipo espiga e surgem entre as folhas imbricadas na base da planta, podendo passar despercebidas quando a planta está em estágio adulto com muitas folhas.

Pode ser cultivada em todo o país, mas é sensível a temperaturas muito baixas.

Modo de Cultivo :

Deve ser cultivada em locais sombreados por árvores ou edificações.
Para jardins sem sol é uma das plantas de melhor cultivo, não exigindo manutenção periódica.

maranta-zebrinaO substrato de cultivo deve ter bom teor de matéria orgânica.
Preparar o canteiro retirando plantas fenecidas e inços.
Adicionar cerca de 1 kg/m2 de adubo animal de curral bem curtido ou cama de galinheiro, metade deste peso.
Misturar composto orgânico de folhas e misturar bem incorporando ao solo do canteiro.

Para solos compactados do tipo argiloso adicionar também areia para maior permeabilidade.
Abrir um buraco do tamanho do torrão, acondicionar a planta e completar com terra apertando de leve a muda para ficar ao solo.
Regar após o plantio e realizar regas frequentes durante as estações quentes e secas, diminuindo nos períodos de chuva e no inverno.

Adubações anuais de cobertura podem ser feitas com o mesmo tipo de substrato recomendado para plantio.

Para mudas cultivadas em vasos em interiores não se recomenda o uso de adubo animal, devendo ser substituído por adubo granulado NPK formulação 10-10-10, numa proporção de 100 gramas por vaso no plantio.
Para adubação de reposição de nutrientes recomenda-se 1 colher de sopa em 2 litros de água, regando um dia antes o substrato.
Colocar 1 copo da mistura de água e nutrientes dissolvidos a cada 3 meses.

Propagação :

A propagação desta planta é feita através da divisão de touceiras, por filhotes que surgem junto da planta-mãe.

Retirar com cuidado um pedaço do rizoma levando pelo menos 2 a 3 folhas junto.
Plantar da mesma forma que recomendei para a muda, não esquecendo de regar e manter em cultivo longe do sol.

Paisagismo :

Esta planta é excelente para áreas sombreadas por muros, edificações, jardineiras em entradas de condomínios e empresas.

Forma grandes maciços e é muito ornamental.