Manjerona (Origanum majorana)

Escrito por


Nome Botanico:
Origanum majorana L.
Sin. Mayorana hortensis Moench.

Nomes Populares: manjerona.

Família:Angiospermae – Família Lamiaceae

Origem:Nativa do Oriente Médio

Descrição:

flor de manjerona

Borboleta em flor de manjerona

Planta herbácea de folhas perfumadas, formato indefinito, altura até 0,60 m.

Folhas bem pequenas ovaladas verde claras e flores brancas minúsculas que surgem no verão.

Nos entrenós os talos que tocam o chão ocorrem o enraizamento espontâneo.

Pode ser cultivada em todo o país.

Cultivo da manjerona:

O local deve receber sol pelo menos uma parte do dia, mesmo quando cultivada dentro de casa.

Colocar na preparação do canteiro de cultivo adubo animal de curral bem curtido, cerca de três kg/m², misturando com húmus de minhoca ou composto orgânico de folhas.
Misturar bem e nivelar o canteiro.

Retirar a muda do saco ou bandeja de cultivo, fazer um buraco do mesmo tamanho do torrão e acomodar a muda.
Aconchegar a terra ao redor e apertar de leve para fixar.

O espaçamento em canteiros é de 0,30 entre linhas e 0,20 m entre plantas.

A manjerona é invasiva tomando conta de grande dimensão de solo, o que não é um fator desfavorável, pois ajuda na proteção da camada superficial do solo com menor evaporação da água de regas.

Plantio da manjerona em vaso:

manjerona em vaso

Escolher o vaso de cultivo com até 30 cm de altura, mas de boca mais larga.

Proteger o furo de drenagem com pedrinhas ou manta geotêxtil e areia úmida.

Colocar um substrato misturado de húmus de minhoca e adubo de aves, cerca de 50 gramas para um vaso de tamanho médio.

Colocar parte do substrato, retirar a muda do saco de cultivo e acomodar no recipiente.

Preencher com mais substrato e apertar de leve para fixar.

Regar após.

Deixar cerca de 1 cm da borda do vaso até o substrato evitando que a água das regas seja derramada.