Goiabeira (Psidium guajava)

Escrito por


Nome botanico:
Psidium guajava

Nome popular: goiabeira, pé de goiaba, araçá goiaba

Angiospermae – Família Myrtaceae, nativa do Brasil

Origem: Nativa do Brasil

Goiabeira (Psidium guajava) – Descrição

Goiabeira (Psidium guajava)

Goiabeira

Árvore de tronco tortuoso e cor marrom claro que solta cascas, com altura variável de 3 a 6 metros de altura, folhas grandes, ovais e opacas de nervuras marcadas.
Após um tempo estas folhas caem, principalmente na primavera, dando o aspecto de que a árvore é decídua.

As flores são pequenas e brancas e completas com muitos estames na cor branca.

Os frutos são globosos com casca fina e polpa amarelada ou avermelhada com muitas sementes, saborosos e perfumados.

A goiabeira produz muitos frutos e estes também caem, e, se não forem recolhidos, atraem moscas.

Em regiões mais rurais a goiaba serve de alimento para a fauna selvagem, como papagaios, periquitos e outros pássaros, mas também gambás e morcegos.

Necessidades no cultivo da goiabeira

A goiabeira (Psidium guajava) se desenvolve melhor em climas com temperaturas médias de 25 a 30ºC, em locais com muito sol.

A quantidade de chuvas deverá ficar entre 1000 e 1600 mm anuais e nunca inferior a 600 mm, a não ser que a produção seja irrigada.

A umidade relativa do ar ideal fica em torno de 50 a 80%.

Regiões de umidade mais alta propiciam o aparecimento de doenças fúngicas, principalmente a ferrugem.

Muitas residências têm mudas em seus quintais e temos reparado que algumas ruas e praças das cidades também, propiciando frutas para os transeuntes e para a fauna selvagem.
Desenvolve-se em todo o país, sendo encontrada desde o Rio Grande do Sul até o Nordeste.

Produz melhor em climas mais amenos, sendo que a produção comercial maior é de São Paulo, mas também há cultivos de grande produtividade em regiões próximas às margens do Rio São Franciso, em Petrolina, Pernambuco e em Juazeiro na Bahia.

O solo deve ser profundo de textura média, bem drenado, do tipo areno-argiloso e rico em matéria orgânica.

O pH de cultivo fica em torno de 5,5 a 6,0.

Para plantios comerciais a análise de solos propiciará a quantidade de calcário a ser adicionado para a correção.

Como plantar a goiabeira (Psidium guajava)

Para cultivo doméstico, recomendamos a adição de húmus de minhoca no plantio em lugar do composto orgânico.

Adubo animal de gado ou aves, bem curtido, na cova de plantio, cerca de 1 a 2 kg.

goiaba flor

Flor da goiabeira

A cova para o plantio, deverá ser o dobro do tamanho do torrão, com a colocação de areia no fundo do buraco para garantir a drenagem.
Segue-se a adição de húmus de minhoca misturada ao adubo granulado e a colocação do torrão com a muda.

Colocar um tutor, prendendo com cordão de algodão em oito para não estrangular o tronco.

Preencher as laterais com húmus de minhoca e apertar a terra ao redor da muda.
Não esquecer de regar.

A melhor época de plantio é no inverno para os Estados do sul e na época das chuvas para as demais regiões.

Regar com frequência por 10 dias quando não chover depois regularmente, principalmente em dias quentes. Quando as regas são insuficientes, um dos sintomas é a grande queda de frutos.

Adubações posteriores podem ser feitas antes da floração e depois na estação de crescimento da muda.

Como fazer mudas por estaquia do pé de goiaba

Para quem desejar multiplicar por estaquia, utiliza-se os ramos verdes de crescimento do ano, com dois nós, deixando duas folhas.

Coloca-se esta estaca em caixotes com vermiculita, mantida úmida, cobrindo com plástico transparente.

A melhor época para fazer esta tarefa é nos meses mais quentes do ano, principalmente final de primavera a verão.
Os outros métodos de propagação são: sementes, alporquia, enxertia e cultura de tecidos.

Goiabeira (Psidium guajava) – Pragas e doenças comuns

Goiabeira (Psidium guajava) -aberta

Goiaba – fruta

Pragas que atacam a goiabeira não são muitas, mas causam danos consideráveis:
broca, coleobroca, besouro-da-goiabeira, percevejo e mosca-das-frutas.

O controle nas produções é feita com aplicações de inseticidas.

Mas a nível de pomar caseiro, poderemos usar o ensacamento dos frutos assim que tiverem o tamanho de uma noz, assim a mosca não poderá fazer a postura dos ovos neles.

As doenças da goiabeira são a ferrugem, a antracnose e a bacteriose, todas controladas com aplicações de fungicidas.

Fotos utilizadas sob licença Creative Commons: mauroguanandi, mauroguanandi