Gingko Biloba (Gingko Biloba L.)

Escrito por

Uma bela árvore milenar, nativa do Japão e de folhas com propriedades terapêuticas: aprenda a plantar o gingko biloba.

Nome botânico: Ginkgo biloba L.
Nome popular: ginkgo, nogueira-do-japão
Familia Ginkgoaceae
Origem: China, Japão

Descrição

folhas gingko bilobaÁrvore dióica e caducifólia de porte até 30,0 metros de altura é considerada como um fóssil vivo, pois encontraram impressões de suas folhas em pedras, datadas da Era Jurássica.

A ordem Ginkgoales é provável de um grupo ancestral chamado de Pteridospermathophyta que produzem sementes semelhantes a dos fetos, característica das samambaias e avencas. O grupo mais próximo do ginkgo é o das cicas (Cyca revoluta).

As folhas do ginkgo são delicadas e em forma de leque em cor verde clara. Ao se aproximar o inverno tomam a coloração amarela e depois caem, retornado na primavera.

Suas flores ocorrem em plantas separadas, isto é, temos árvores de flores masculinas em formato de cachos pendente, bem pequenos e outra com flores femininas cujo formato é apenas uma estrutura contendo o óvulo.

Seu cultivo é recomendado para regiões mais frias do país como jardins de altitude das serras do Sudeste e no Sul.

Como Plantar a Ginkgo Biloba

mudas gingko bilobaO local de cultivo deve ser bem ensolarado, com solos levemente alcalinos e bem drenados. Para início de cultivo devemos abrigar a planta de ventos fortes, mas depois de estabelecidas são resistentes à seca e à poluição urbana.

Para cultivar escolher em viveiro muda bem formada e tutorada. Abrir um buraco maior que o torrão da planta. Com uma pazinha descompactar as paredes e também o fundo soltando um pouco a terra.

Em um balde ou lona no chão misturar adubo animal de curral bem curtido, cerca de 1 a 2 kg com composto orgânico o quanto seja necessário, acrescentando 100 gramas de fosfato de rocha ou farinha de ossos.

Colocar no fundo da cova, acomodar o torrão e preencher as laterais com a mistura, apertando a terra ao redor. Regar bem. Recomenda a plantar durante o inverno ou na estação das chuvas.

Propagação e Mudas do Ginkgo

Levam cerca de 35 anos para produzir sementes, então a técnica de propagação mais usada é a estaquia de ramos.

Na primavera ou no verão escolher pequenos ramos lenhosos e enterrar em substrato leve e poroso, tipo areia de rio lavada, perlita ou casca de arroz carbonizada, podendo utilizar caixotes para crescimento coletivo.

Deixar sempre úmido este material e em cultivo protegido. Quando a muda começar a emitir novas folhas será sinal que enraizou. Transplantar para sacos de cultivo com mistura semelhante a que se recomendou para plantio, mas deixar ainda em cultivo protegido até depois do inverno.

As mudas de comercialização devem obedecer ao padrão de viveiro com 1,80 e 2,20 metros.

Uso Medicinal do Ginkgo Biloba

frutos gingko bilobaO ginkgo é considerado medicinal, conhecido como antiasmático, adstringente, antifúngica, anticancerígeno, sedativo, tônico e vermífugo.
Na medicina chinesa esta árvore é conhecida desde os tempos antigos.

As folhas são estimulantes da circulação, reduz a letargia e seus efeitos são positivos sobre a circulação arterial periférica. Pessoas com problemas de pressão alta não devem consumir seus produtos.

Paisagismo e Efeito Decorativo

As plantas masculinas são usadas para paisagismo urbano, mas as femininas têm frutos que exalam odor de manteiga rançosa devido à presença de ácido butânico.

Para reconhecer o sexo basta examinar os ramos, as plantas masculinas formam ramos em ângulo agudo com o tronco e as folhas não tem tantos recortes. As plantas femininas têm ramos horizontais em relação ao tronco e folhas bem recortadas.

O ginkgo é usado em paisagismo principalmente de jardins orientais, pois não temos o hábito de usá-lo em paisagismo urbano de ruas, reservado para plantas nativas brasileiras na maioria das cidades.

Tem efeito espetacular quando muda as cores de suas folhas no outono e poderá ser combinado com árvores e arbustos perenifólios, evitando assim que todas as plantas estejam sem folhas no inverno.

Faz excelente combinação com azaleias (Rhododendron simsii) e coníferas de folhagem verde intenso.