Frutiferas & Hortaliças Medicinais! Características!

Escrito por
Frutiferas & Hortaliças Medicinais - espinafre

Frutiferas & Hortaliças Medicinais – espinafre

ESPINAFRE – Especialmente indicado contra a anemia.
O caldo tônico, diurético e laxante.
Decocto é bom fortificante para os convalescentes, também auxilia bastante a digestão.

FIGO – Fruto e folhas são usados nas inflamações da boca, garganta, prisão de ventre, picadas de abelhas.
A decocção, adoçada com mel, combate resfriados, gripes e tosse.

FRUTA-PÃO – A raiz é vermífuga. As folhas são antidiaréica e, cozidas agem contra o reumatismo e o beri-béri.

GOIABA – As folhas e a casca, em decocção, ajudam a controlar a diarréia.

GRAVIOLA – Os frutos moídos com óleo de oliva, servem para fricções contra nevralgia e reumatismo.

GROSELHA – o suco, diurético, também pode ser usado contra afecções intestinais e da pele e como fortalecedor das gengivas.

GUARANÁ – Contém substâncias com efeito vasodilatador, bronco-dilatador e digestivo.
Acredita-se que seja um estimulante cardiovascular e excitante do sistema nervoso central.
É usado também como desinfetante dos intestinos e indicado como diurético e febrífugo.

INGÁ – A decocção da casca é usada para curar feridas e, em lavagens intestinais, é antidiarréica.

JABUTICABA – A casca ou as sementes, em decocção, age contra asma, desinteria e erispela.

JACA – A resina da planta lenhada é cicatrizante. As samentes combatem desarranjos intestinais.

JAMBOLÃO – A casca ou as sementes, em decocção, agem contra diabetes, hemorragia e disenteria.
As cinzas da casca, com óleo, podem ser usadas contra queimaduras.

JATOBÁ – A casca ou a resina do tronco, em decocção, combatem vermes e são adstringentes.

JENIPAPO – O chá da raiz tem efeito purgativo.
A casca, em decocção, é útil contra úlceras.
As sementes, moídas, provocam vômito.
O suco da fruta é diurético.

sorrisoLARANJA – A infusão das flores é utilizada como antiespamódica e calmante.
A infusão do fruto maduro, tomada fria, reduz a febre. Previne gripe e resfriado.

LIMÃO – O suco previne tosses, amigdalites, febres, catarros, inflamações, desarranjos intestinais.
A infusão da casca do fruto tem o mesmo efeito.

MAÇÃ – O s preparados à base do fruto e da casca da macieira agem contra o resfriado e a febre e são desintoxicantes.

MAMÃO – O fruto, ativador cardíaco, é recomendado contra as doenças da velhice.

MANGA – O caule produz uma resina empregada contra disenteria.

MANGOSTÃO – O suco e o infuso das folhas têm propriedades adstringentes.

MARACUJÁ – O suco é calmante. As folhas, em decocção, têm ação diurética e são úteis contra febres, inflamações na pele e erispelas.
Tumores e hemorróidas podem ser aliviados com compressas de folhas maceradas.

MARMELO – Em decocção , frutos, folhas, e sementes possuem efeito calmante e emoliente.

MELÂNCIA – É diurética.

MORANGO – É adstringente, usado para cicatrizar feridas na pele.

NABO – A raiz tem propriedades tônicas e faz bem para os pulmões. Cozida, é boa para curar frieiras e feridas na pele.

NÊSPERA – A decocção das folhas é usada contra estomatite e inflamações na boca.
Sementes maceradas em vinho branco são úteis contra gota.

PEPINO – Ótimo diurético. Valioso para ajudar o tratamento de pressão arterial alta ou baixa.

PEQUI – A casca , em infusão, é diurética e age contra a febre.

PÊSSEGO – Erupções da pele podem ser tratadas com a cataplasma das folhas novas.
As folhas, em infusão, ajudam a curar úlceras intestinais.

PITANGA – O fruto, em decocção ou infusão, é estimulante , antitérmico, antidiarréico, e anti reumático.

ROMÃ – A infusão das folhas é indicada para inflamações da boca e da garganta.
O xarope da polpa é diurético, a casca da raiz é vermífuga .
O chá das folhas é bom para lavar os olhos.

SAPOTI – O chá da casca é adstringente e antitérmico.

TAMARINDO – O chá da polpa é calmante e age contra a febre.
Em decocção, a polpa é boa para prisão de ventre.

UVA – Folhas e gavinhas, em infusão, auxiliam nas infecções externas e dos olhos.

Atenção:
Apesar de plantas ou frutos tem componentes que podem não reagir bem em certos individuos.

Por isso não se auto-medique, procure sempre um especialista. 

Fonte: Grupo de Pesquisa e Extensão com Plantas Medicinais Erva Santa ESALQ-USP
Fotos utilizadas sob licença Creative Commons: faith goble, pizzodisevo, slowly i will recover, Hamed Saber, Nina Matthews Photography