Filodendro Imperial (Philodendron speciosum)

Escrito por

Nome botanico: Philodendron speciosum Schott ex Endl.

Nomes Populares :Filodendro-imperial

Família : Família Araceae

Origem: Nativa do Brasil

Descrição:

filodendro

Planta herbácea de caráter arbustivo e trepador, de grandes dimensões, pode atingir de 3,50 a 4,70 m de altura.

As folhas são grandes e brilhantes, de mais de 1,0 m de comprimento, consistência coriácea, forma de coração, verde-escuras e de borda ondulada.

A inflorescência é em espádice grande na axila das folhas.

Pode ser cultivada em qualquer parte do país, onde o clima seja ameno ou quente.

Modo de Cultivo do Filodendro imperial (Philodendron speciosum) :

Para locais com espaço, cultivo ao sol ou à meia sombra.

Forma grande touceira, à medida que os filhotes junto à planta matriz vão surgindo.

O solo de cultivo deve ser rico em matéria orgânica, bem solto e permeável.

 

Plantio em canteiros:

Para canteiros abrir um buraco de tamanho o dobro do torrão a plantar.
Colocar areia no fundo se o solo for argiloso e compactado.
Soltar um pouco a terra do fundo para garantir a percolação da água de regas ou chuvas.
Colocar adubo animal curtido, cerca de 1 kg por muda. Adicionar composto de folhas ou húmus de minhoca, misturando bem.
Colocar o torrão, adicionar o restante nas laterais e apertar de leve para fixar.

Usar tutor de bambu, sarrafo e amarrar com cordão de algodão em formato de oito para não estrangular a planta. Regar.
Nos próximos dias regar todos os dias para que a muda se desenvolva bem.

 

Plantio em vasos ou jardineiras:

Para vasos, use vaso grande de cimento, protegendo o interior com uma camada de impermeabilizador asfáltico. Deixar secar bem.
Colocar no fundo um punhado de brita ou cascalho e por cima areia, para a drenagem.
Pode usar geomanta, o que diminui o peso do vaso.

Misturar num balde composto orgânico ou húmus de minhoca com adubo NPK formulação 10-10-10, cerca de 100 gramas para um vaso grande.

Quando o vaso será levado para interiores não se recomenda o uso de adubo animal, seja de curral ou cama de galinheiro, pois exalará odor desagradável.

Colocar um pouco de areia no fundo do vaso e uma parte da mistura.
Acomodar o torrão e o tutor, completar com o necessário e apertar a muda para fixar. Regar bem.
Deixar em cultivo à sombra até levar a seu destino.

Para vasos pesados recomenda-se a colocação de base com rodinhas, facilita a limpeza dos pisos e a locomoção da planta.

 

Propagação do philodendro :

Para fazer a propagação desta planta pode ser usada a divisão de rizomas, com a separação de touceiras.
Após retirar parte da terra ao redor do rizoma, cortar a muda, levando algumas raízes e pelo menos 1 folha.

Plantar em substrato do tipo areia, casca de arroz carbonizada ou vermiculita, mantendo a umidade e em cultivo protegido do sol.
Quando notar o desenvolvimento, plantar em vaso com o substrato recomendado acima.

Paisagismo:

Filodendro imperial (Philodendron speciosum)

Filodendro imperial (Philodendron speciosum)

Em paisagismo este filodendro é uma excelente solução para grandes espaços em jardins de baixa manutenção, pois é muito ornamental e não necessita de grandes cuidados.

Para condomínios e empresas, colocar a planta sobre gramados ou em linha contra muros de divisa.