Estragão (Artemísia dracunculus)

Escrito por

Nome Técnico:  Artemísia dracunculus L.

Sin.: Artemisia dracunculoides Pursh., entre outros

Nomes Populares : Estragón, estragão

Família :  Angiospermae – Família Asteraceae

Origem:  Sudoeste da Ásia, Sibéria

Estragão (Artemísia dracunculus) descrição:

estragao folhas

Planta herbácea muito ramificada, com altura de 0,50 até 1,00 m, ramos cilíndricos, folhas finas verde-escuras, alternas, sésseis, carnosas e glabras.

Flores brancas em inflorescência tipo espiga, reunidas em panículas longas.
Os frutos são pequenos aquênios.

Modo de cultivo :

O ciclo é de 60 dias no verão e 90 dias no inverno.
Na Região Sul a semeadura é feita de setembro a maio e nas demais pode ser cultivado o ano todo.

Preparar o solo do canteiro, em profundidade de 25 cm, destorroando, retirando os inços e incorporando adubo animal de curral bem curtido, cerca de 3 litros /m² ou de cama de aves, a metade deste volume.

Nivelar o canteiro e semear direto, com espaçamento de 50 x 40 cm.

Regar a seguir e manter o solo levemente umedecido até a emergência.

Os tratos culturais de controle de inços e insetos deverá ser constante.

Colheita das folhas: frescas ou secas.

A colheita das folhas é feita quando a planta atinge a metade de seu desenvolvimento e pode ser feito durante todo o período de cultivo.

Para produzir para o mercado, será oportuno secar as folhas.
Após a colheita deixar secar na sombra sobre jornais limpos.
Quando estiverem secas as folhas deverão ser estocadas sem os ramos, guardadas em potes bem fechados, pois contêm substâncias voláteis.

A quantidade de óleos essenciais, anethol e estragol determinam o valor comercial para a indústria.

Estragão uso Culinário

estragão em vaso

O estragão não é muito conhecido no país, mas os cozinheiros que se especializam em comida estilo européia não dispensam seu uso para temperar carnes e frangos, aromatizar vinagres, queijos, salsichas e pães.

 

Fotos utilizadas sob licença Creative Commons: Matt Lavin