Escudo persa (Strobilanthes dyerianus)

Escrito por

Nome Botanico: Stroblilanthes dyerianus H.S.

Nomes Populares : Escudo-persa

Família : Angiospermae – Família Acantaceae

Origem: Ásia

Escudo persa – Descrição:

Escudo persa (Strobilanthes dyerianus)

Escudo persa (Strobilanthes dyerianus)

Planta arbustiva de altura até 1,0 metro de forma irregular caule flexível e pouco ramificado.

As folhas são grandes, de comprimento entre 10 e 12 cm, ovais acuminadas, de cor verde com máculas brancas ou rosadas na página de cima e arroxeadas na inferior.

As flores são bem pequenas, azuladas, inseridas em pequena espigas eretas de cor amarelada, mas sem caráter ornamental.

Floresce no fim do inverno. Pode ser cultivada em todas as regiões do país.

Modo de Cultivo :

Pode ser cultivada ao sol ou à meia sombra em canteiros extensos.

O solo deve ser do tipo areno-argiloso, rico em matéria orgânica e bem drenado.

As regas devem ser frequentes para evitar que a planta fique murcha.

Após delinear os canteiros retirar os inços e revolver até 25 cm de profundidade.

Abrir a cova de plantio maior que o torrão.

No fundo colocar esterco de curral bem curtido, cerca de 500 gramas, 100 gramas de farinha de ossos ou torta de mamona, misturando com composto orgânico.

Se usar cama de galinheiro, utilizar apenas 200 gramas.

Plantar o torrão com a muda, acrescentando nas laterais mais composto orgânico e regar bem.

Regar bem nos próximos dias em que não houver chuvas.

Esta é uma planta que aprecia lugares mais úmidos, então em projetos de jardins escolher partes de terrenos mais baixos e úmidos ou plantar junto a laguinhos.

Para fazer a adubação de reposição, usar a mesma mistura de plantio, uma vez ao ano, na primavera.

Escudo persa (Strobilanthes dyerianus) – Propagação:

Escudo persa mudaPara fazer a propagação desta planta aguardar que ela floresça.

Retirar depois ramos da planta de forma a não deixar o arbusto com forma inadequada e cortar estacas de 15 a 20 cm, retirando 50% das folhas.

Usar substrato leve, do tipo areia, casca de arroz carbonizada, vermiculita ou perlita.

Deixar em cultivo protegido e manter a umidade até o enraizamento.

A nível de produção esta propagação poderá ser feita com o uso de enraizadores e já em vasos de cultivo.

A nível caseiro poderemos usar embalagens descartáveis de leite ou fundos de garrafas PET de 2 litros.

Não se esquecer de fazer furos para a drenagem das águas.

Paisagismo:

Escudo persa

Escudo persa

Este arbusto é de grande beleza e deveria ser mais valorizado no paisagismo atual.

Para canteiros em meio a gramados ou junto a bosques.

Também em renques junto a muros é uma excelente opção.

Em jardins empresariais e condominiais, plantado em jardineiras de alvenaria na entrada de acesso ou mesmo em áreas de estacionamento quase sempre esquecidas para ornamentação, o efeito é sempre interessante.

Fotos utilizadas sob licença Creative Commons: daryl_mitchell