Hortência (Hydrangea Macrophylla)

Escrito por

Nome Técnico: Hydrangea macrophylla (Thunb.) Ser.
Sin.: Viburnum macrophyllum Thunb.

Nomes Populares: Hortencia

Família: Angiospermae – Família Hydrangeaceae (ex-Saxifragaceae)

Origem: Originária da China e Japão

Descrição

Hortência (Hydrangea Macrophylla)

Os “buquês” são característicos dessa flor (foto Míriam Stumpf)

Arbusto de grande diâmetro, pode atingir cerca de 2,5 metros de altura e igual medida em largura.

Seu tronco é lenhoso na base e herbáceo nos ramos novos de um ano.

As folhas são grandes, brilhantes, verde-escuras, serrilhadas na borda, de consistência coriácea e de inserção oposta no ramo.

As flores são pequenas reunidas em grande inflorescência, a maioria não fértil.

As cores encontradas são branca, rosa, azul, lilás.

Novos híbridos são oferecidos com flores rosa-forte, vermelha e azul escuro.

Floresce a partir do final da primavera. Pode ser cultivada em regiões de invernos frios, como as do sul do país.

Cidades serranas do sul do país a cultivam nas beiras de estradas, para ornamentação de lugares públicos.

Como cultivar

Deve ser cultivada ao sol ou sob árvores, em solo fértil, rico em matéria orgânica e bem drenados. Prefere solos areno-argilosos de textura média.

Para plantar a muda, preparar um buraco com tamanho maior que o torrão.
Dentro dele colocar adubo animal de curral, cerca de 1 kg ou cama de galinheiro, a metade desta quantidade.

Misturar composto orgânico ou turfa, adicionando 100 gramas de farinha de ossos.

Misturar tudo e colocar o torrão com a planta. Completar com composto orgânico e regar bem.

A melhor época de plantar é no inverno, com a planta ainda em estado vegetativo.
Se plantar a muda já com flor no verão, regar todos os dias até uns 10 dias, para garantir a sobrevivência da muda.

A adubação da hortência obedece ao calendário de outono.

Podar a planta de maior dimensão para dar forma e controlar seu tamanho, adubando com mistura semelhante a que recomendo para o plantio, podendo trocar a farinha de ossos por adubo granulado NPK formulação 4-14-8, cerca de 100 gramas por muda.
Misturar os insumos e colocar ao redor da muda, incorporando ao solo do canteiro, regando a seguir.

Não há necessidade de podar mudas pequenas a não ser para incrementar o amento de ramos.
A adubação anual de inverno garantirá uma bela floração.

Fotos utilizadas sob licença Creative Commons: brian.gratwicke, marsupilami92, TANAKA Juuyoh (田中十洋)