Capins Ornamentais no paisagismo

Escrito por

Quem já se encantou com flores ou folhagens coloridas de capins colocados nos jardins? Pois é neles que estamos pensando para ornamentar espaços grandes ou pequenos. Capins ornamentais podem fazer toda diferença no efeito paisagístico de um projeto. Saiba mais a seguir.

Introdução

Os capins são da família Poaceae (ex-Graminae) e alguns tem a forma conhecida de capim, com muitas folhas e inflorescências características.

Também pertence à esta família os bambus, muito usados em ornamentação de jardins. Alguns são de pequeno porte e podem ser usados em jardins pequenos ou em vasos.

Capins em Áreas Rurais e Urbanas

A grande maioria dos capins é usada como forragem para alimentação do gado. No entanto, alguns têm formato de touceira e inflorescências que chamam a atenção e, por isto, são atrativos para ornamentar jardins.

Em áreas urbanas e mesmo as rurais, os capins podem ter um efeito interessante do ponto de vista paisagístico. E também podem ter uma qualidade importante, como a de conter erosões. Os do tipo entouceirado, rizomatoso, têm raízes grandes e fortes que fixam a terra em certa profundidade, não permitindo que esta escorra com as enxurradas.

Alguns conseguem sobreviver à seca ou em terrenos mais úmidos, conferindo belo efeito junto a laguinhos e açudes. Sua combinação no jardim poderá ser em renques junto a muros, por exemplo.

Mas também em canteiros dentro de gramados para diferenças de texturas e ao redor de palmeiras altas formando efeito vertical junto a tapetes de anuais ou forrações baixas.
Um cuidado, no entanto, com a introdução de capins ornamentais exóticos isto é, de origem de outros países, em zonas rurais brasileiras.

Na grande maioria das vezes não há predadores nem doenças que limitem seu crescimento. Isso pode caracterizar espécies invasoras que poderão ser disseminadas para campo de pastagens ou lavouras, aumentando o problema no controle de inços.
As sementes dispersas pelo vento ou pelos pássaros poderão rapidamente invadir áreas de produção.

Espécies de Capins Ornamentais

Dentre tantos gêneros com potencial ornamental, citamos:

Capim-dos-Pampas (Cortaderia sellowiana)

Cortaderia Sell PumilaNativo do Sul do país, um dos capins mais bonitos entre os considerados como ornamentais, encontrado em muitas regiões.

Possui de 1,50 a 2,50 m de altura, grandes dimensões, com inflorescência semelhante a plumas na cor branca a levemente rosada.

Florescimento na primavera até o outono.

Capim Barba-de-Bode ou Capim-Chorão (Eragrostis curvula)

Nativo da África do Sul, com até 0,70 m de altura, formato recurvado com folhas muito finas. Ideal para contenção de taludes em áreas de estradas e declives em terrenos urbanos.

Grama-Azul (Festuca glauca)

festuca glaucaNativo da Europa e Ásia, com até 0,25 m de altura, folhas eretas filiformes em tom azulado. Muito usado como forração em extensos canteiros, onde causa belo efeito ornamental.

Em conjunto com plantas suculentas de maior porte, como agaves e aloés causa grande impacto visual pelas diferentes texturas de folhagens.

Junco-de-Jardim (Hakonechloa macra cv. Aureola)

Originário do Japão, um tipo de bambu de folhas amarelas com listras verdes, formando cascatas, muito adequado para pequenos espaços e jardins com estilo japonês.

Capim Vermelho (Calamagrostis x acutifólia)

calamagrostis-x-acutifloraUma planta cosmopolita, encontrada em várias partes da Terra. É um capim muito chamativo, de altura até 1,0 m, com inflorescências em panículas rosadas.

Uma de suas variedades muito bonitas é o Calamagrostis x acutifólia ‘Overdam’ de folhas variegadas de branco e inflorescência branca.

Pleiobasto (Pleioblastus variegata)

Um capim originário do Japão, com folhas largas variegadas de listras brancas longitudinais, ideal para vasos e jardineiras.

Capim Prateado Chinês (Miscanthus sinensis)

miscanthus sinensisOriginário da China, com altura até 1,70 m e folhas verdes variegadas transversalmente ao comprimento da folha. Adequado para regiões subtropicais de inverno ameno.