Atemoia (Annona atemoya)

Escrito por

Nome botânico: Annona  atemoya

Nome popular: atemóia

Família Annonaceae

Origem: América do Sul Tropical, nos países Peru, Equador e Colômbia

Atemoia descrição:

Atemoia árvore frutífera híbrida de cherimóia (Annona cherimola Mill) com  fruta-de-conde, também conhecida como ata (Annona squamosa L.).

Atemoya  CherimoyaEm produção comercial é conservada com pouca altura, mas conforme o cultivar poderá atingir até 4,0 m.

A planta perde as folhas naturalmente ou com desfolhamento artificial para floração.

As flores são esbranquiçadas completas e os frutos são tipo pseudocarpo, de forma variável, mas com formato de esfera ou então ovóide, de casca verde amarelada quando maduro.

A polpa é branca ou levemente amarelada, carnosa, doce e suculenta, com poucas sementes de cor escura. Seu peso para comercialização é de 300gramas.

Como plantar a Atemoia

O local de cultivo é importante para esta planta, deverá ter um clima tropical a subtropical de altitude, com períodos de chuva definidos.

Solos ácidos deverão receber calagem feita com calcário dolomítico, segundo análise de solos e recomendações de um engenheiro agrônomo.

A produção comercial no país está sendo desenvolvida no Sudeste, Sul e Sul da Bahia.

Em plantios comerciais a aquisição é feita em viveiros especializados.
O espaçamento de plantio é de 4,0 a 5,0 metros entre plantas na linha e 3,0 a 4,0 metros entre linhas.

Para plantar abrir uma cova maior que o torrão, descompactando a terra do fundo. Misturar numa lona adubo de aves com o fertilizante granulado e a farinha de ossos, colocar uma parte no fundo do buraco e acomodar o torrão, preenchendo as laterais com a mesma mistura.

Tutorar a muda com sarrafo ou bambu, amarrando levemente com cordão de algodão. Regar bem após o plantio.

A irrigação por micro aspersão com mangueiras para cada planta é uma técnica desejável em plantios comerciais, evitando excesso, pois a planta é sensível a encharcamentos.

Adubação da Atemoia

A quantidade de insumos como adubos animais e fertilizantes recebem a orientação de um profissional qualificado.

Nos plantios caseiros a mistura de 2,0 kg de adubo de aves mais 200 gramas de adubo granulado NPK formulação  10-10-10 mais 100 gramas de farinha de ossos é o modo mais simples e facilmente encontrado em agropecuárias e alguns supermercados.

Nos cultivos caseiros, uma idéia interessante é enterrar parcial uma garrafa pet de 300 ml sem o fundo e com a parte superior cortada, formando um cilindro.

Deixar semi-enterrada, facilitando a colocação da água que atingirá mais facilmente as raízes no cultivo inicial da muda.

As adubações complementares devem ser feitas no inverno ou estação das chuvas, com a mesma mistura usada no plantio.

Adubações em cultivo comercial dependerão do tipo de solo local, análise prévia do mesmo e das recomendações de um profissional.

Propagação da atemoia 

A atemóia é um híbrido, então a propagação por sementes não é recomendada, resultando em indivíduos de características diferentes.

As mudas são enxertadas em porta-enxerto de fruta-do-conde, que propicia plantas pequenas e compactas, facilitando os tratos culturais e colheita dos frutos.

Outro tipo de porta-enxerto usado é da variedade condessa e as plantas são mais vigorosas podendo atingir cerca de 3,0 metros de altura com 4,0 metros de diâmetro de copa.

Fotos utilizadas sob licença Creative Commons: mmmavocado, Serge Melki