Aspargo Rabo-de-Gato (Asparagus densiflorus)

Escrito por

Nome botânico: Asparagus densiflorus ‘Myersii’ (Kunth) Jessop

Sin.: Asparagus densiflorus Kunth, Asparagus sprenderi Regel

Nome popular: aspargo rabo-de-gato, aspargo pluma, aspargo alfinete.

Angiospermae – Família Asparagaceae (ex-Liliaceae)

Origem: África do Sul

Aspargo rabo-de-gato (Asparagus densiflorus)  – Descrição

Planta herbácea perene, com rizomas, folhagem ornamental de até 1,0 metro de altura.

rabo-de-gato-flor

Rabo-de-gato-flor

Folhas compostas de espinhos e outras bem pequenas, lineares e ponte-agudas formando densos ramos, parecendo o rabo de um gato.

As flores são bem pequenas, brancas e perfumadas, surgindo principalmente no verão.

Pode ser cultivado no país todo, inclusive nos estados de invernos frios, pois tolera bem o frio.
Para lugares de climas mais secos, como o Centro-Oeste e Nordeste também poderá adornar os jardins, pois tem característica xerófita.

Modo de cultivo

Local ao sol ou à meia sombra, em solos com textura grosseira e bem drenado.

Para plantio em canteiro revolver a terra em profundidade de 20 cm, para que as raízes se desenvolvam bem.

Adicionar esterco bovino bem curtido, cerca de 2 kg/m2 e areia, se o solo for do tipo argilosos.

Cascas de pínus de granulometria pequena também podem ser colocadas, para dar maior textura ao substrato.

rebo-de-gato

Aspargo rabo-de-gato (Asparagus densiflorus)

As mudas são comercializadas em vasos ou baldes moles.

Abrir no solo um buraco do tamanho do torrão, retirar a muda do recipiente cortando o plástico com podão e plantar.

Acomodar a muda no buraco, aconchegar a terra e apertar de leve para fixar.
Regar.

Para adubar, uma vez por ano acrescentar o mesmo tipo de substrato que foi usado para o plantio.
Sempre regar após a incorporação deste substrato ao canteiro.

Plantio em vasos ou jardineiras

Também pode ser cultivado em jardineiras e vasos.

Proteger as paredes da jardineira com substância impermeabilizante, de uma a duas mãos, deixando secar vários dias.
Proteger o fundo do vaso com geomanta ou brita de granulometria grossa, colocando por cima um punhado de areia úmida. Isto irá garantir que o buraco de drenagem de regas não irá entupir com a terra.

Colocar parte do substrato, plantar a muda e completar as paredes com mais substrato.
Regar.

Para reposição de nutrientes poderá usar adubo granulado tipo NPK formulação 10-10-10, cerca de uma colher de sopa da medida que acompanha a caixa. Incorporar ao solo do vaso e regar.

Aspargo rabo-de-gato (Asparagus densiflorus)  – Propagação

Para fazer mudas de aspargo podemos utilizar sementes ou separação de touceiras.

Para as sementes, colher os frutos maduros e retirar a polpa. Deixar secar na sombra sobre um jornal.

Colocar em caixotes ou qualquer recipiente que disponha, como velhas bacias ou copinhos de água descartáveis.

Utilizar como substrato terra de canteiro sem adubação.
Colocar a semente numa depressão do substrato, cobrir com terra peneirada ou areia seca.

Regar após a semeadura, deixando em cultivo protegido até a emergência.

Quando o tamanho da muda estiver suficiente para ser manuseado transplantar para recipientes individuais.

O substrato utilizado será o mesmo do que recomendo para o canteiro.

Paisagismo

Asparagus-densiflorus

Aspargo rabo-de-gato (Asparagus densiflorus)

 

Bastante usado em canteiros junto com cactos e suculentas, onde forma uma perfeita combinação com agaves de folhagem azulada e de folhas largas.

Tem sido utilizado para telhados e coberturas de lajes para jardins sustentáveis devido à sua rusticidade.

Alertamos, porém que o aspargo se trata de uma planta invasora, sem predadores e que as sementes poderão se dispersar facilmente pelos pássaros.