Buxo (Buxus Sempervirens)

Escrito por

Nome Técnico: Buxus sempervirens L. Sin.: Buxus arborescens Mill., Buxus myrifolia Lam., Buxus suffruticosa Mill..
Nomes Populares: Buxinho
Família: Família Buxaceae
Origem: Originário do Mediterrâneo e Ásia

Descrição:

Buxo (Buxus Sempervirens)Árvore ou arbusto lenhoso, de folhas perenes, podendo atingir 5,0 metros de altura, mas que é mantido podado para cercas-vivas, quebra-ventos e plantas solitárias topiadas. As folhas são pequenas, ovais, arredondadas, verde-escuras na página de cima e verde-claras na ínferior.

Ele floresce, mas com as podas frequentes e por serem insignificantes, poderão passar desapercebidas.

Modo de Cultivo:

É uma planta que aprecia locais ensolarados, mas que tolera a sombra durante uma parte do dia. Aprecia solos argilosos, com bom teor de matéria orgânica.

Para plantas cultivadas no chão, abrir uma cova o dobro do torrão. Colocar no fundo uma camada de areia de construção para garantir a frenagem. Acrescentar uma mistura feita de adubo animal de curral bem curtido, cerca de 1 litro com composto orgânico de folhas, mais 100 gramas de farinha de ossos, misturando bem. Colocar o torrão, completar as laterais com a mistura e por último adicionar a terra que retirou-se do buraco. Regar. Pelos próximos 10 dias regar todos os dias em que não houver chuvas para garantir que a muda sobreviva.
Em geral já se adquire a muda topiada quase sempre na forma arredondada.
Para manter o visual compacto, a poda dos ramos de ponteiro deverá ser frequente, propiciando mais brotações laterais para tornar o arbusto bem ramificado ficando com a copa bem fechada.

As podas dos ramos para o interior da copa devem ser feitas com cuidado. Ao cortar, deixar as gemas da parte externa na ponta, assim os novos raminhos crescerão para fora. Se a planta for mantida topiada, a poda deverá ser frequente para que não perca a forma.

Adubação:

A cada 3 meses realizar adubação com adubo granulado NPK formulação 10-10-10, misturado ao solo do canteiro, regando a seguir para que o adubo se dissolva e atinja as raízes.

Pragas comuns:

A planta costuma ser atacada por tripes, ficar atento às folhas, se aparecerem enrugadas junto às nervuras e enrolarem procurar os insetos, que são escuros e minúsculos. Para tratamento aplicar um defensivo verde feito de chá de alamanda ( Allamanda) ou óleo de nim diluído em água conforme as instruções da embalagem.

As folhas do buxinho são tóxicas, ao manusear e podar a plantar é conveniente usar luvas.

Paisagismo:

Poda estilo Topiaria

Poda estilo Topiaria

Uma das plantas mais utilizadas em paisagismo, desde os tempos antigos. Nos jardins estilo francês e italiano, o buxinho sempre está presente, na forma de cercas-vivas em sebes aparadas formando desenhos geométricos perfeitos, em topiarias lembrando formas animais e humanas e na tradicional forma de bola, muito usada no paisagismo brasileiro. É uma planta que resiste bem ao clima frio mas também pode ser cultivada em climas mais quentes com sucesso.

Devemos cuidar, no entanto, ao projetar um jardim, em não usar em excesso plantas topiadas. Chama bastante a atenção uma planta topiada, mas focar a atenção do jardim em somente suas formas é um erro frequente.

Ela faz parte do jardim num conjunto harmônico, elaborado e estudado para ser único e com foco de interesse em uma planta estrutural, colorida ou mesmo verde e que será a estrela do espaço.

Produção comercial do Buxus:

É uma planta de fácil propagação. Usar ramos novos de ponteiro, retirandose parcialmente as folhas da base, deixando de 3 a 5 nós. Colocar em substrato do tipo casca de arroz carbnizada, areia misturada com composto orgânico ou vermiculita, mantendo-se úmidade para facilitar o enraizamento. Pode-se cobrir com plástico transparente e deixar à sombra em cultivo protegido. Quando notar emissão de folhas a estaca estará enraizada.

Colocar em recipiente para cultivo, podendo ser saco plástico, vasinho ou balde mole. O substrato de cultivo deverá ser uma mistura de composto orgânico de folhas ou turfa, adubo animal de curral bem curtido e areia, em partes iguais. Após o plantio regar e por uma semana regar todos os dias para garantir que a muda sobreviva. Manter em cultivo protegido com sombremento de 50% por pelo menos 6 meses.