Araticum do mato (Rollinia sylvatica)

Escrito por

Nome botânico: Rollinia sylvatica (A.St.-Hil.) Mart

Sin.: Annona sylvatica A.St.-Hil., Annona Crassiflora

Nome popular: araticum-do-mato, embira

Angiospermae – Família Annonaceae

Origem:  nativa brasileira

Descrição:

annona crassiflora
 
Árvore de 6 a 8 metros de altura e tronco que pode desenvolver-se até 0,40 m de diâmetro.

A copa tem a forma de domo, com muitas ramificações.

Sua folhagem é perene, composta de folhas simples inseridas de forma alterna nos ramos.

As flores não são vistosas do ponto de vista paisagístico, são seguidas de frutos comestíveis  e saborosos muito similares à fruta-do-conde (Annona squamosa) que atraem humanos e pássaros.

Como plantar o araticum

Adquirir mudas em viveiros com uma altura de 1,80 a 2,20 metros, com a copa bem formada.

Abrir um buraco maior que o torrão da planta e descompactar as paredes e o fundo, soltando a terra com a pazinha.

Misturar bem num balde ou lona no chão areia, composto orgânico o quanto seja necessário, adubo de curral bem curtido, cerca de 1 a 2,0 kg/muda e 200 gramas de farinha de ossos.

Colocar parte no fundo, acomodar a muda, fixar um tutor de sarrafo ou bambu e preencher as laterais com a mistura de substrato.

Quando a região estiver sem chuvas, fazer uma bacia de captação de água ao redor da muda e regar frequentemente até que a muda emitir sinais de que está se desenvolvendo bem, aclimatada no local.

Em regiões frias, como nos Estados do Sul do país, costuma-se plantar estas mudas no inverno, mas nos lugares como o Cerrado a época das chuvas é a melhor para a implantação das mudas.

Época de adubação

A adubação complementar de nutrientes até 4 anos após o plantio propiciará mudas de excelente desenvolvimento, então esta tarefa é feita no inverno ou estação das chuvas.

Usa-se a mesma mistura recomendada, colocada em valeta feita ao redor da projeção da copa.

annona crassifloraCaso esteja em local menos acessível, se possível abrir pequenos buracos na projeção da copa e colocar mistura diluída de adubo NPK formulação 10-10-10, cerca de 50 gramas em cada lugar, regando bem, cobrindo com o solo do local novamente.

Esta quantidade extra de nutrientes propicia melhor desenvolvimento das mudas.