Alocasia amazonica (Alocasia amazonica)

Escrito por


Nome botanico:  
Alocasia x amazonica

Nomes Populares:  Alocasia amazonica, cara-de-burro, punhal-malaio

Família:  Família Araceae

Descrição:

Planta herbácea perene com rizomas que pode atingir até 1,0 m de altura e 0,65 m de diâmetro.

alocasia amazonica
 
Folhas grandes coriáceas de até 0,60 cm de comprimento na forma de coração com as bordas recortadas em ondulações.

A página superior é cor verde-escura com grandes nervuras esbranquiçadas bem marcadas.

As flores são em espádice branco, semelhantes ao lírio-da-paz (Spatiphyllum), mas é raro seu florescimento no país.
No gênero Alocasia há cerca de 70 espécies de origem asiática e da América do Sul.

A Alocasia amazonica é oriunda de cultivares e muito semelhante à Alocasia sanderiana, uma das plantas que lhe deu origem.

Modo de Cultivo :

Esta alocásia necessita de lugares sem sol direto, mas com boa luminosidade.

Para interiores seu cultivo somente é recomendado junto a janelas onde possa receber luz natural.

Solo de cultivo deve ser bem rico em matéria orgânica, permeável e solto.

Plantio em canteiros:

Para canteiros abrir um buraco com o dobro do torrão a plantar.

Colocar areia no fundo para a água percolar.

Misturar num balde esterco animal de curral bem curtido, composto orgânico de folhas e areia, numa proporção de 1: 4:1, misturando bem.

Colocar parte da mistura no fundo do buraco, acomodar o torrão e preencher os vazios laterais com a mistura. Regar bem.

Plantio em vasos:

alocasia_amazonica_peq

Também pode ser cultivado em grandes vasos ou jardineiras de boa profundidade e largura.
É necessário proteger as paredes do recipiente, pincelar um impermeabilizador asfáltico e deixar secar alguns dias para evaporação.

 
Colocar no fundo do recipiente um punhado de brita ou cascalho fino, para garantir a drenagem das regas.
Pode optar pela colocação de um pedaço de geomanta.

Colocar areia de construção sobre a proteção e parte da mistura de plantio acima.
Acondicionar o torrão com a planta e preencher o restante com a mistura.
Regar e deixar em cultivo protegido e longe do sol.

Paisagismo:

Adequada para cultivo em regiões tropicais e subtropicais, pois não tolera frios.

No Sul do Brasil no final do outono esta alocásia perde as folhas e entra em dormência, retornando no final da primavera.

Em paisagismo suas folhas de formato exótico a tornam atraentes para decorar extensas jardineiras, sempre à meia sombra.
Usar para este cultivo unitário o espaçamento de 45 cm entre plantas.

Fotos utilizadas sob licença Creative Commons: The Greenery Nursery