Aceroleira (Malpighia glabra)

Escrito por

Aprenda a plantar, cuidar e colher acerola. A fruta com maior teor de vitamina C.
O pé de acerola ou aceroleira é um arbusto típico dos trópicos.
É de fácil cultivo e dá frutos o ano inteiro.

Dados botanicos

Nome Botanico:
Malpighia glabra
Sin.: Malpighia biflora Poir., Malpighia jallax Salisb, entre outros.

Nomes Populares:Aceroleira, cereja-das-antilhas

Família: Família Malpighiaceae

Origem: Originário da América Central.

Descrição

Árvore pequena ou arbusto de até 3,0 m de altura,forma arredondada, muito ramificada de folhas verdes ovais e flores rosadas de 1 a 2 cm de diâmetro, completas reunidas em grupos de 3 a 5 flores.

Estas flores surgem em geral depois de um período de crescimento da planta.
São autofecundáveis mas também ocorre a polinização cruzada, isto é, com pólen de outra flor sendo as abelhas responsáveis pela polinização.

O fruto que segue é uma baga vermelha de até 2,5 cm com 2 a 3 sementes duras, de polpa acidulada.
É um dos frutos com maior teor de Vitamina C.

Como plantar a acerola

A aceroleira necessita de local ensolarado e clima tropical mas em regiões de clima mais ameno também pode ser cultivada.

O regime de chuvas precisa ser entre 1200 a 1600 mm anuais, bem distribuídas.
Caso a irrigação com a água da chuva não seja suficiente, a aspersão com mangueiras ou gotejamento poderá suprir sua falta nos períodos de seca.

Plantio e Adubação

Adquira muda de tamanho padrão, em torno de 1,0 m de altura e plante com tutor, amarrando com cordão de algodão para não danificar a casca.

Após notar que a muda está se desenvolvendo,cortar os pequenos ramos até 70 cm a partir do solo para fazer uma boa copa.

Na cova de plantio não esquecer a areia no fundo, o adubo animal, farinha de ossos e o adubo químico granulado como foi ensinado no texto de plantio de frutíferas.

Propagação e mudas do pé de acerola

A propagação da aceroleira pode ser por sementes, por alporquia e por estaquia.

– Propagação por sementes:

Malpighia glabr

Os frutos devem ser limpos da polpa, preservando a semente intacta.
Lavar bem e deixar secar sobre papel.

Preparar a cama de sementeira com terra comum de canteiro peneirada, semear com espaçamento de 5 cm, peneirando terra seca ou areia por cima.
Regar com regador de jatos bem finos.
Cobrir com plástico e deixar em cultivo protegido sempre com a terra úmida.

Quando as mudinhas estiverem com 6 folhinhas, poderá transplantar para vasos, potes ou sacos de cultivo, com composto orgânico misturado com adubo animal de curral bem curtido e areia, na proporção de 3:1:1.
egar após o transplante e conservar em cultivo protegido.

A germinação pode levar até 150 dias para ocorrer, com percentagem de germinação um pouco baixa, em torno de 20%.

– O método mais utilizado por viveirista é a estaquia:

A estaquia é uma técnica de produzir mudas a partir de bons galhos da planta.

Escolher plantas sadias de boa produção, retirar pedaços de ramos com 15 a 20 cm de comprimento com 3 a 8 mm de diâmetro, retirar quase todas as folhas, mergulhar a ponta em enraizador tipo AIB(ácido indolbutírico ) colocando em substrato de areia ou perlita úmida em cultivo protegido.

Somente transplantar quando a planta iniciar a produção de novas folhas.
O substrato é o mesmo recomendado para plantio.

– A alporquia também é usada, mais em pomares domésticos. 
alporquia em pé de acerola

Consiste em escolher um ramo bem formado de planta sadia e produtiva, retirando a casca em anel.
Umedecer com enraizador, protegendo com musgo sfagno úmido. enrolar em um pedaço de plástico flexível, amarrando as pontas. Dentro de semanas notará a formação de raízes.

Serrar ou cortar com podão abaixo destas, separando o ramo da planta matriz e plantar.

Produz plantas de pequeno porte, iguais à planta-mãe.

Pragas mais comuns que atacam a acerola

As pragas mais comuns da cultura são pulgões, cochonilhas e nematóides.

Para os dois primeiros, usar óleo de nim ou aqueles chás de plantas tóxicas, como os de folhas de alamanda.
Para nematóides é um pouco mais difícil, as mudas devem ser certificadas de produção em solos não infestados por esta praga.
Plantar tajetes (Tajete patula) ajuda no controle.

Fotos utilizadas sob licença Creative Commons: Hoa Trai Viet Nam