Serigrafia – como fazer a impressão em aluminio anodizado

Escrito por

Impressão em aluminio :

A produção de efeitos policromáticos em alumínio anodizado desperta grande interesse entre aqueles que dão acabamento ao mesmo.
Na prática, o processo “off-set” é bastante usado para impressão de tinta reserva, mas este método de trabalho é complicado e somente econômico em grandes tiragens de um único desenho.

Outros processos, que baseiam-se na aplicação de corantes solúveis em água sobre o alumínio anodizado, não são aplicados com sucesso porque sangram durante a selagem, manchando as áreas que devem permanecer brancas (limpas).

O processo de Impressão em aluminio que desenvolvemos, permite uma produção econômica de efeitos policromáticos sobre alumínio anodizado, com boa resistência à luz.

A anodização

A anodização é um processo que tem por finalidade acelerar e controlar a formação da camada de óxido de alumínio, originando uma proteção superficial e melhorando certas propriedades, como por exemplo, resistência a intempéries, dureza superficial, possibilitando uma diversificação de tipos de acabamento, etc.

Todos os metais são passíveis de oxidação, sendo na maioria deles um problema. Porém, no alumínio é usada como proteção, denominada anodização.
A anodização, em relação a outros tipos de proteção do alumínio, possibilita uma maior durabilidade do acabamento, em virtude da maior intimidade com a estrutura do material.

Impressão em aluminio : As pastas

As pastas ALUPRINT são usadas para Impressão em aluminio direta sobre alumínio anodizado pelo processo “silk – screen” .
As pastas são vendidas prontas para o uso e contém, além do corante insolúvel na água, todos os ingredientes necessários, tais como solventes e espessantes, possibilitando Impressão em aluminio uniformes e contornos perfeitos.

Durante a secagem (depois da impressão), o corante contido na pasta se difunde no filme de óxido (camada anodizada). Como o corante é insolúvel em água, não sangra durante a selagem. As tintas possuem boa aderência e boa resistência à umidade e abrasão, etc.

Geralmente a resistência à luz é boa. Isto depende, contudo, das condições de aplicação (pôr exemplo, intensidade de cor) e acima de tudo da espessura da camada do filme de óxido.

As pastas são fornecidas em uma única concentração.
Se forem pretendidas novas tonalidades, podem ser misturadas entre si em qualquer proporção.
Necessitando-se de tonalidades mais claras, as pastas podem ser reduzidas com o INCOLOR ALUPRINT B-3R.
Se, pôr razões locais , as pastas de Impressão em aluminio tiverem que ser mais diluídas (fluídas), as mesmas podem ser afinadas com DILUENTE ALUPRINT B-3R.

garrafinha de água de alumínioAs cores disponíveis são:

Amarelo, Amarelo Ouro, Laranja,
Rosa, Bordeaux, Vermelho, Violeta,
Azul, Turquesa, Marinho, Verde,
Castanho, Preto e Incolor .

O alumínio impresso pode ser sobre-colorido (coloração sobreposta) com corantes normais para alumínio. Dessa maneira, as áreas impressas não são coloridas (efeito de reserva).

Pode-se também obter efeitos de alto relevo e tingimento de baixo relevo.

Pré-tratamento do Alumínio

ANODIZAÇÃO:
30 minutos
15 Volts
180 a 200 g/l ácido sulfúrico livre / 18 a 20 oC
Espessura de camada de 10 a 12 m.
OBS: Banhos de anodização a altas temperaturas produzem filmes com maior capacidade de absorção.
Um tempo de tratamento prolongado, também produz filmes mais espessos, capazes de absorver mais corante e resultando em cores mais intensas.

Deda pista

LAVAGEM:
Água corrente fria, 5 a 10 minutos.

NEUTRALIZAÇAO:
Solução diluída de bicarbonato ou amônia, pôr 3 a 10 segundos. (Atenção: este item pode ser desconsiderado caso o item anterior remova todos os resíduos da solução da anodização).

LAVAGEM:
Água corrente fria, 5 a 10 minutos.

SECAGEM:
Temperatura ambiente

Obs: É importante secar os componentes anodizados e deixá-los completamente limpos para se obter impressões uniformes. A secagem obtida em estufas de ar forçada produz melhores resultados.
Entretanto, deve-se dar especial atenção à temperatura, que não deve ultrapassar os 70 oC.
Temperaturas acima da recomendada podem selar a superfície anodizada, dificultando ou até impedindo a penetração da pasta.

Fotos utilizadas sob licença Creative Commons: Esparta, xerofito, Anderson Sant'Ana, Salvarte Colombia, monicaewagner