Sementes Usadas no Artesanato Brasileiro

Escrito por

Metais e minerais não são os únicos materiais com os quais pode-se criar brincos, anéis, pulseiras, colares e outros acessórios de moda. Existem diversas sementes que podem ser usadas no artesanato brasileiro. Conheça a seguir algumas delas.

Há muito tempo as pessoas começaram a fazer adornos com sementes e madeira. Os índios juntam sementes e penas e fazem artesanatos para adornos pessoais.

Nosso país é rico em sementes florestais que têm grande potencial para aproveitamento pelos artesãos, seja em adornos ou decoração.

Os adornos feitos de sementes podem ter acréscimos de correntes, pingentes, madeira ou pedras e são chamados de joias orgânicas, joias vegetais ou biojoias, e são fonte de renda para muitos artesãos e suas famílias.

E não são apenas sementes: vegetais como o capim dourado e a ráfia são muito utilizadas na confecção de bijuterias.

Regiões Brasileiras com Maior Concentração de Sementes para Uso Artesanal

A região amazônica e o Cerrado são os maiores fornecedores da matéria prima usada nos artesanatos. Em seguida estão as sementes exóticas, a grande maioria do Peru, Equador e Venezuela.

Algumas sementes são facilmente perfuradas para a passagem de fios, sendo ideais para colares e pulseiras. Já outras são melhores para colagem em superfícies, como vasos e caixas. Podem ser tingidas, envernizadas e cortadas em forma de rodelas ou canutilhos.

Semente Lágrima de Nossa Senhora

pulseira lagrima de nossa senhoraUma das sementes mais conhecidas e de antigo uso é a lágrima-de-nossa-senhora (Coix lacryma), proveniente de um tipo de capim.

É uma conta pequena de 1 cm com um lado oblongo outro pontiagudo, brilhante, de cor branca com sombras cinza, usada antigamente para terços e colares religiosos. O processo de transformação é perfurar a conta para passagem de fio e depois envernizar para conservar melhor.

Uma curiosidade: este capim vem sendo pesquisado para produção de um tipo de farinha, em substituição ao trigo.

Semente do Açaí em Bijuterias

colar açaíUma das sementes mais usadas é a do açaí (Euterpe oleraceae), palmeira da região amazônica.

Tem cerca de 1 cm, cor areia clara, com pequenas manchas castanhas. Aceita polimento e tingimento e é encontrada no comércio nas cores amarela, vermelha, azul, laranja, etc.

Muitos artesãos pintam a semente com esmalte de unhas, dando acabamento mais brilhante. São usadas em colares e pulseiras, sozinhas ou misturadas com outras contas sintéticas e elos metálicos.

Bijuterias com Semente da Jarina

jarinaOutra semente muito interessante é a jarina, proveniente de uma palmeira da região amazônica (Phytelephas macrocarpa).

Suas sementes têm formato triangular com bordas arredondadas, tamanho variando entre 4 a 8 cm de cor clara com poucas manchas escuras.

É muitas vezes cortada em lâminas e é considerada como o marfim brasileiro, pois tem a mesma coloração.

Como se sabe, o marfim é proveniente das presas dos elefantes, atualmente proibido, pois ocasiona a morte do animal.

Olho-de-Cabra é Usado como Enfeites de Objetos

olho-de-cabraDe cor vermelha com manchas pretas, o olho-de-cabra é semente do fruto de uma árvore (Ormosia arborea) que ocorre na Bahia, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul.

Tem um efeito surpreendente pela cor e seu uso em adornos e enfeites de caixas e vasos tem grandes admiradores.

Sementes de Palmeiras no Artesanato

palmeira

Brinco de cristal com pingente de jerivás

As palmeiras são excelentes fornecedoras de sementes. Entre tantas citamos o buriti (Mauritia flexuosa), da região do Pará e Mato Grosso do Sul, com um fruto marrom todo sulcado, com quase 2,5 cm de comprimento.

É usado desta forma, cortado ou polido. O jerivá (Syagrus romanzoffiana), é outro grande fornecedor, seus coquinhos podem ser tingidos, perfurados para confecção de inúmeros artesanatos.

Pode ser encontrado em todo o país e é uma das palmeiras mais utilizadas para paisagismo urbano.

Como Conservar as Sementes

Um problema afeta a estocagem e preocupa a todos que trabalham com este material: ele é sujeito a fungos, podridão e ataque de insetos. O armazenamento perfeito é feito em vidros fechados, impedindo a troca com ar úmido.

Muitos artesãos chegam a fritar em óleo as sementes de açaí, para evitar a decomposição natural, mas isto modifica sua cor.
Soluções de óleo de citronela misturado com óleo de cravo da índia pulverizados sobre as sementes são bem eficazes quanto ao controle de insetos que surgem, na grande maioria besouros e gorgulhos.

É um mercado de colheita feita por pequenos agricultores, matéria prima para artesanatos e fonte de renda para milhares de artesãos e suas famílias. Há mais de 70 espécies de árvores, palmeiras e arbustos com potencial para fornecer sementes.

É preciso, no entanto, ressaltar, para quem deseja entrar no comércio de exportação das biojoias, deverá passar por um rígido controle, pois as sementes são material reprodutivo. Somente serão permitidas a comercialização quando não apresentarem capacidade de germinação.