Pátina Estriê – como fazer esta textura em moveis?

Escrito por

 

As pátinas são formas de acabamento que visam transformar a aparência original da madeira ou metal, geralmente usadas para envelhecer ou dar aparência de muito uso.

Pátina Estriê é uma técnica para texturizar móveis… camas, portas, armários, mesas e cadeiras etc…

Deve ser usada em tom sobre tom para conseguir um resultado mais discreto sem perder a beleza (de marrom a areia por exemplo).

Já a mistura de tons azuis e verdes é muito comum em objetos estilo colonial mineiro.

Material necessário para a pintura

  • . Peça para texturizar
  • . Corante azul
    Pátina Estriê - materiais

    Pátina Estriê – materiais

  • . Tinta branco neve
  • . Bombril
  • . Betume diluído em aguarráz (opcional )
  • . Cera incolor em pasta
  • . Pincel

 

Deixe “à mão” e prontos os materiais que serão utilizados, uma vez que esta técnica requer que se aplique a ferramenta com a tinta recém-pintada e ainda molhada !

Ferramenta utilizada

A ferramenta principal é a palha de aço (para obter um efeito mais marcado) ou bombril (mais suave).

Preparo

Preparam-se as (bolinhas = bonecas) “bonecas” de bombril da seguinte forma :

1. Pega-se uma porção pequena de bombril, puxando-a do novelo com cuidado para não esgarçar muito.

2. Enrola-se nas palmas das mãos o bombril até conseguir fazer uma bolinha.

Faça várias bolinhas mais ou menos do mesmo tamanho e com a mesma quantidade de material.

Não há a necessidade de se enrolar com força.

Quanto menor a pressão, mais os fios soltos se encaixam e entram para o interior da “boneca”.

Pátina Estriê - bolinha (boneca)Pátina Estriê - bolinha (boneca) llPátina Estriê - bolinha (boneca) lll

 

 

 

 

 

Devem ser feitas tantas “bonecas” quantas forem necessárias para a conclusão do serviço, uma vez que a tinta deve estar ainda recente e molhada para se riscar a peça ou a superfície.

Metodo de trabalho

Limpar a superfície a ser texturizada

Pátina Estriê - pintura

Pátina Estriê – pintura

 

Pintar a peça com pincel ou rolo, uma cor base. 

Em seguida, com a “boneca” de Bombril, riscar a peça como se fosse retirar a tinta, num movimento sempre no mesmo sentido, ou seja, de baixo para cima ou vice-versa.

 Obs: Nunca os dois movimentos em conjunto na mesma peça.

Enquanto vai-se riscando a peça, pode-se ir refazendo a “boneca”, bastando para isso ir dobrando a parte já suja de tinta para dentro e enrolando-a rapidamente para seu interior.

Usa-se a mesma ‘boneca” até o ponto em que esta estiver “empapada” de tinta e não riscar mais a peça da mesma forma.

Quanto mais passar e exercer pressão com a “boneca de Bombril’ sobre a superfície, mais riscada ficará a peça e mais clara ficará a pintura.

Terminado o trabalho deixar secar bem.

Pátina Estriê

Pátina Estriê

 

Video: Tecnica Estriado