Fábrica de velas – Processo produtivo em máquina!

Escrito por

Fábrica de velas … como fazer ?

Sugestões para a implantação de empreendimentos produtivos, que podem ser executados a partir da aplicação de capitais relativamente pequenos.

Este perfil apresenta instruções para implantação de uma pequena fábrica de velas.
Descreve sucintamente o processo de produção, indicando os requisitos necessários à implantação do projeto.

Mostra, ainda, uma sugestão de “layout” para a indústria.
Os dados apresentados são indicativos e servem de base para o futuro empresário decidir se vale ou não a pena aprofundar a análise de investimento.

Aspectos Gerais

O produto básico considerado neste perfil é a vela do tipo comercial (nos 2, 3 e 4).
É fabricada de parafina pura, produto derivado do petróleo, inodoro, de cor branca amarelada, que se queima em contato com chama luminosa.

A aquisição de matéria-prima está diretamente relacionada ao volume de produção, uma vez que os distribuidores do produto operam através de sistema de cotas mínimas mensais.
Geralmente, os pequenos fabricantes adquirem a parafina no mercado atacadista.

velasAlém da parafina, utiliza-se o barbante como matéria-prima e caixas e cartuchos de papelão, como material de embalagem.

Recomenda-se a mistura de 1% a 2% de sebo à parafina para facilitar o deslocamento das peças na máquina modeladora.

O cordão deve ser do tipo especial para evitar problemas na produção, como o desfiamento e quebra do barbante e má qualidade do produto final.

Este tipo de indústria deverá considerar primordialmente o mercado local e/ou regional.
O produto poderá ser distribuído através do comércio varejista ou atacadista, geralmente em caixas de papelão contendo 25 cartuchos com 8 velas cada um, ou ser vendido diretamente ao consumidor final (cartucho).

Pode ser adotada distribuição via vendedores/representantes mediante o sistema de participação nas vendas.

O processo completo de fabricação requer um único equipamento (máquina modeladora), o que torna fácil a programação inicial da produção, em função do mercado a ser atendido e da disponibilidade de recursos para investimentos, bem como sua expansão, segundo as necessidades, através da aquisição de novos equipamentos e contratação de mão-de-obra.
Esta é facilmente treinável, dado a simplicidade do processo de fabricação e operação do equipamento.

O local de instalação da fábrica não apresenta maiores exigências, a não ser o mínimo necessário para o seu funcionamento: disponibilidade deágua, energia elétrica e proximidade do centro de consumo, já que a indústria não é poluente.

As dimensões do galpão são reduzidas e correspondemà área de produção, que depende do número de máquinas modeladoras existentes, setor de embalagem, depósito de matéria prima, sanitários e um escritório.
É usual no setor a locação do imóvel.

Como opções para a diversificação produtiva, que demandará investimentos em novos equipamentos, poderão ainda ser fabricadas velas litúrgicas e de aniversário.

Processo produtivo

A parafina é colocada em um recipiente, onde é aquecida até a sua fusão (entre 70o C e 75o C). Para aquecimento do recipiente, pode-se utilizar o sistema de caldeira ou fogo direto.

Depois de fundida, a parafina é transferida para o depósito de alimentação das máquinas modeladoras.
Estas operam sempre com água de refrigeração circulando em seu corpo para evitar a colagem das velas nas fôrmas.

As mechas de velas (pavios) são colocadas nos moldes das máquinas modeladoras, onde serão recobertas pela parafina. Após o resfriamento (10 minutos) processa-se a extração das peças.
A retirada das peças dos moldes é feita através da manivela lateral da máquina, que ao ser girada desloca as velas para uma forma de madeira colocada sobre a máquina modeladora.

Em seguida o processo de produção é repetido e, após o resfriamento da nova remessa de velas, realiza-se o corte do barbante e o envio da primeira produção para o setor de embalagem.
Este procedimento, além de facilitar o corte dos barbantes, tem a conveniência de permitir que, durante o processo de retirada das peças, estas puxem e centralizem os pavios nos moldes para a etapa produtiva seguinte.

No setor de embalagem, as velas são acondicionadas em cartuchos de papelão com capacidade para 8 velas cada um e embalados em caixas de papelão com capacidade para 25 cartuchos.

O processo completo de produção dura, aproximadamente, 20 minutos e a máquina modeladora tem capacidade de produzir 396 velas em cada ciclo produtivo.
As sobras de parafina das máquinas e as peças defeituosas retornam ao tacho, sendo reaproveitadas nas etapas produtivas seguintes.

Matéria prima básica utilizada

- Parafina

- Barbante para o pavio

- Celofane para a embalagem

Fotos utilizadas sob licença Creative Commons: Flikkesteph, notfrancois, Denise Cross Photography