Dicas Gerais para Artesanato com Mosaico

Escrito por

 

Mosaico é a técnica, muito antiga, de embutir pequenas peças (de pedra, cristais, vidro, cerâmica, plástico, etc) formando um desenho.  

Separamos uma série de dicas para o seu trabalho. Confira.

Preparação

  • Prefira as lojas que tenham uma grande variedade: se você precisar trocar, completar ou mudar de cor, não comprometerá o término do trabalho.
  • Não esqueça de comprar somente produtos dentro do prazo de validade, principalmente no caso da cola e do rejunte, que são materiais fundamentais e podem estragar.
  • Pinte a peça a ser decorada utilizando uma cor que combine com as cores que serão usadas na confecção do mosaico.
  • Deixe-a secar completamente para receber a aplicação das peças e do rejunte. Caso contrário, a tinta poderá sair junto com a limpeza do rejunte.

Aplicação das Peças

  • mosaicoPara pegar peças pequenas de pastilhas, utilize pinças grandes que facilitam o trabalho.
  • Para maior precisão no corte de peças de vidro (esmalte, pastilhas de vidro ou mesmo o vidro plano) use o alicate de discos de vídia apropriado.
  • Procure nivelar a peça de mosaico para que não tenha alturas muito diferentes, prejudicando o resultado visual do trabalho.
  • Impermeabilize peças de cerâmica se estas tiverem contato com água e umidade.
  • Disponha as suas vazilhas separadamente por cor, em recipientes de vidro reciclados. Isto facilita a sua imediata identificação.
  • Torne seu trabalho de mosaico mais leve: substitua a areia pela vermiculita no preparo da composição da massa cimentícia.
  • Para melhor qualidade de composição da massa cimentícia, inclusive maior capacidade de impermeabilização, adicione cola à base de PVA.
  • A cola mais indicada para superfícies de madeira é a cola branca de rótulo azul; para superfícies de vidro é a borracha de silicone; e a mais indicada para superfícies de alvenaria é a argamassa.
  • Porém se o mosaico for ficar exposto ao tempo, devemos utilizar a argamassa para uso externo (piscinas e fachadas).
  • Não se esqueça do acabamento nas laterais da peça. Para isso, use a ponta do dedo, um rodinho ou uma espátula pequena.

Rejunte

  • mosaicoPara agilizar a secagem da tinta e da cola, você pode usar um secador de cabelos. O rejunte, no entanto, deve secar naturalmente, sem o uso de secadores e sem ser exposto ao sol, para evitar rachaduras ou descolamento do mesmo.
  • Procure utilizar rejunte colorido ao invés de tingir o rejunte branco: primeiro porque a cor poderá ficar diferente na hora que secar, e além disso, se for necessário fabricar mais rejunte colorido, pode ser muito difícil encontrar a tonalidade desejada.
  • Existem vários tons de cores de rejuntes, mas você ainda poderá criar outras cores: usando pigmento em pó xadrez, ao misturar, use algum tipo de medida, pois se você precisar de mais rejunte para finalizar a peça, sem essa medida, não conseguirá igualar a cor anterior.
  • Fique atento na quantidade de água na hora de preparar o rejunte. O ideal é que o rejunte (normalmente comprado em pó) junto com a água, se transforme em uma pasta consistente.
  • Se for colocada muita água, na hora em que a peça de mosaico secar, ele poderá rachar, pois ocorre a evaporação de grande quantidade de água.
  • Se rachar, faça uma pasta de rejunte mais consistente e preencha as rachaduras.
  • Assim como a argamassa usada em ambientes externos, também devemos usar um rejunte especial pra o mesmo fim, que também custa bem mais caro que o rejunte comum (em média sete vezes mais) e seu prazo de validade é bem mais curto.
  • O excesso do rejunte deve ser retirado com uma esponja molhada ou uma flanela também molhada.
  • Se depois de seca a peça ainda apresentar resíduos de rejunte, retire-os com um removedor de rejunte, usando uma esponja macia para espaços maiores ou um cotonete para pequenas partes, seguindo sempre as instruções do fabricante do produto.

Confira aulas e trabalhos de mosaico aqui!