Obtendo cores a partir das primárias

Escrito por

Não é necessário ter muitos tipos de tinta e lápis para conseguirmos pintar com todas as cores.

Usando um pouco a cabeça, um bom artista só precisa de três cores primárias para conseguir qualquer outra cor que precisar.

Dessa forma, você pode economizar na quantidade e se concentrar na qualidade, comprando o material de melhor qualidade possível.

Siga nosso passo a passo:

Obtendo as cores primárias

arosaMagenta

O Magenta é uma cor fácil de se encontrar e costuma ser o nome do lápis ou da própria tinta.
Muitas vezes no primário aprendemos que com o vermelho conseguimos todas as outras cores, mas isso não é verdade.
O magenta é como um rosa forte, profundo, quase vermelho que é impossível se obter com qualquer outra cor que não seja o magenta puro – portanto é uma cor primária.

iceCiano

O ciano é um azul claro, cristalino, frio como um iceberg.
Não costuma ser difícil ser encontrado, mas muitas vezes está com outros nomes como “azul esmeralda”.

É importante prestar atenção que o ciano é por definição claro.
Um azul mais escuro é impuro e você não vai ficar limitado em relação as cores que conseguirá obter.

amareloAmarelo

O amarelo, justamente por ser a cor mais comum, também é a mais difícil de encontrar o tom exato.
O amarelo primário é claro, quase limonado, brilhante.

Não pode ter nenhum tom de vermelho ou de verde.
Evite a cor chamada “amarelo ouro” pois ela é avermelhada demais

nankin-pretoPreto

É possível escurecer cores sem usar o preto (veja na próxima página) mas mesmo misturando-se todas as cores é difícil conseguir um preto absoluto.
O preto é interessante para dar destaque em algumas áreas da pintura, especialmente áreas de contorno, e sombra extrema.

Usado com parcimônia pode dar muito relevo ao desenho.

cores-brancoBranco

Da mesma forma como o preto, o branco não é um pigmento necessário para se obter outras cores, especialmente se a superfície é branca.
Mas ter um branco a mão é uma ótima sugestão para usar em alguns pontos de luz extrema, como um brilho de olho.

Nunca use um branco sozinho: use cores para tornar  uma área mais clara e use o branco somente em um ponto principal.

Na próxima página: como fazer cores secundárias!