Como Fazer um Estojo de Tecido

Escrito por

Um estojo para guardar lápis e caneta é a proposta da vez. Esta peça que tem diversificadas formas de utilização ao alcance de todas as idades. Veja o nosso passo a passo e faça um você mesmo.

Neste mês de início das aulas, um estojo em tecido é mais uma ideia para compor os materiais escolares. Feito à mão pela própria mãe, é uma honra e um carinho!

Acompanhe abaixo.

Material

  • Manta acrílica para o forro
  • Tecido estampado para a parte de fora do estojo, no caso, será um estojo de meninos
  • Tecido poá azul para o forro
  • Zíper de 40 cm, para que a costura seja feita com folga
  • Linha azul em dois tons (um tom para a bobina e outro tom para a agulha), ou ainda pode ser utilizado o mesmo tom para as duas utilizações, lembrando que a linha da agulha fica em cima e a linha da bobina fica embaixo do tecido
  • Viés na cor azul, combinando com o tecido do forro
  • Tesoura para cortar o tecido
  • Tesoura para cortar a linha, pois são várias costuras
  • Régua para as medidas
  • Lápis para riscar as medidas
  • Alfinetes para segurar o tecido.

Moldes

Primeiramente, baixe os moldes para o seu computador e imprima-os:

Recorte e Quadriculação

estojo tecido

Com as medidas acima, recortar os tecidos, a manta (que deve, por segurança ser cortada um pouco maior) e o viés.

Quadricular o tecido azul poá para fazer o matelassê.

Matelassê

estojo tecidoA manta recortada um pouquinho maior que o tecido favorece a costura, depois é só recortar a sobra.

Para fazer o matelassê, alfinetar o tecido poá azul na manta, evitando que fique saindo do devido lugar e costurar em linha reta.

estojo tecido

 

Depois de tudo costuradinho, o tecido fica da forma demonstrada na foto e deve ser reservado, para usarmos depois.

Costurando a Parte Externa

estojo tecidoÉ hora de colocar o viés no tecido da parte externa do estojo.

O viés é costurado no lado mais largo do tecido, alfinetando-o inicialmente para que a costura possa ser melhor realizada.

estojo tecidoDepois de passar a costura de um lado, virar o viés, conforme demonstrado, costurando novamente pelo mesmo lado, bem rente à linha divisória entre os dois tecidos.

Depois da primeira costura, se preferir, pode ser feita uma costura com ponto decorativo, que neste caso foi feito através de um ponto bem discreto, mas que deu charme ao acabamento.

Proceder da mesma forma, com o viés, do lado oposto do tecido.