Amassar argila – Como preparar a argila para o trabalho?

Escrito por

Amassar argila

O segredo da argila

Seja uma estátua, vasinho, bandeja, etc, há alguns cuidados essenciais que, se não forem tomados, podem colocar a perder todo o trabalho.

Imagine só: você faz uma peça com todo o carinho e trabalho, uma obra de arte; mas, ao secar, ela começa a rachar toda.
Ou, ainda pior, depois de queimar no forno você descobre que ela quebrou!

Uma frustração dessas pode tirar até a vontade de trabalhar com argila, e justamente para evitar uma coisa dessas vamos aprender hoje alguns cuidados essenciais.

Ela não deve estar muito mole, mas sim maleável e ligeiramente firme, sem estar dura demais.

Se a sua argila estiver mole demais, coloque-a num saco plástico com algumas bolas de jornal: elas chupam a umidade.

Troque o jornal de vez em quando, e não o deixe ficar muito tempo.

amassar argila

amassar a argila é como amassar pão

O processo de amassar argila é semelhante ao de amassar pão.

Apóie a argila com uma das mãos e empurre para baixo com a outra.

Estique a parte que foi pressionada e dobre-a por cima do resto da massa, depois volte a empurrar para baixo.

Repita várias vezes.

Durante o processo, você vai ouvir as bolhas de ar estalando, com a pressão.

Amassar argila – As bolhas

Uma massa de argila bem trabalhada deve ser compacta e de sem bolhas, pois elas podem explodir durante a queima, estragando seu trabalho.

Mesmo com a argila bem amassada, podem surgir bolhas de ar durante a confecção das peças de cerâmica.

Bolhas superficiais são fáceis de perceber, pois formam saliências arredondadas sob a argila, e se abrem com a pressão do dedo.

amassar argila - bolhas

Faça sulcos com o esteco no buraco aberto pela bolha e preencha com barbotina e argila, pressionando bem.

As bolhas internas são tiradas ao “ocar” a peça, isso é, retirar o excesso de argila de seu interior.

Quando precisar acrescentar barro a uma peça, não o aperte simplesmente no local desejado: ele pode se soltar facilmente ou formar novas bolhas de ar.

Para proceder corretamente, abra sulcos com um esteco de madeira no local onde deseja acrescentar alguma coisa e acrescente barbotina (argila extremamente amolecida).

Depois, ponha a porção de barro desejada por cima.

Repita várias vezes, se necessário.

Às vezes, durante a secagem, uma peça pode rachar.

Para consertar rachaduras, lixe a peça seca e recolha o pó que cair dela.

Umedeça ligeiramente o local da rachadura com um pincel e risque-o com um palito ou um esteco de metal bem duro.

Coloque numa vasilha o pó e faça uma pasta com alguns pingos de água. Aplique-a nas rachaduras com o palito.

Detalhes muito finos e estreitos, como braços, folhas, etc., tendem a secar mais depressa que o resto da peça, e por isso tendem a rachar e cair.

Para evitar que isso aconteça, aplique pequenos pedaços de pano úmido nesses locais.

Umedeça-os ligeiramente quando estiverem secos, mas sem molhar demais.

 

Fotos utilizadas sob licença Creative Commons: encaso